Made Design

Ao contrário de um cobertor elétrico que usa uma resistência elétrica para criar calor, a Biomat® usa uma combinação de tecidos e pedras de ametista para gerar raios infravermelhos longos que são então emitidos para o corpo. Em seguida, os raios infravermelhos geram um calor friccional que aquece o corpo de dentro para fora, massageando suavemente todas as células. O movimento celular é o que gera o calor, e é o calor que aumenta o fluxo sanguíneo e circulação no corpo, sem elevar a pressão arterial.  Os raios infravermelhos longos aquecem o interior do corpo e a parte do corpo que está em contato com a Biomat®.

Os cristais de ametista são usados na esteira para conduzir os raios infravermelhos e os íons negativos. Esses raios de alta frequência podem penetrar até 15 cm para dentro do corpo. A geração de raios infravermelhos longos na Biomat® ocorre a partir da transformação dos pulsos de energia elétrica através de um material japonês de fibra de cerâmica de carbono chamado Super Fibra Kurera. Os cristais de ametista amplificam estes raios em 20x.

Raios Infravermelhos Longos

Os raios infravermelhos longos fazem parte do espectro de luz eletromagnética e estão próximos da freqüência de luz da luz solar natural. No entanto, o infravermelho longo não contém qualquer radiação UV / UVB nociva da luz solar. As propriedades benéficas da luz infravermelha longa receberam atenção especial da comunidade científica nos últimos anos, embora a primeira pesquisa realizada nesta parte do espectro de luz tenha sido realizada pela NASA a décadas atrás. Hoje, profissionais de saúde de uma ampla gama de disciplinas concordam sobre as propriedades benéficas da tecnologia de infravermelho longo.

Os raios infravermelhos longos são ondas de energia solar, invisíveis à olho nu, que penetram profundamente nas camadas da pele, chegando à nervos, músculos e células em forma de calor, propiciando relaxamento e o efeito biológico de Regeneração Celular. Quando penetram nas camadas de tecidos do corpo, incrementam a circulação sanguínea, levando mais sangue e calor para as extremidades.  Estes efeitos térmicos produzem a sudorese que auxilia na eliminação dos resíduos metabólicos e das toxinas corporais, propiciando relaxamento e bem estar.

A história de se utilizar a elevação da temperatura do corpo com propósitos terapêuticos foi introduzida há 2400 anos por Hipócrates, considerado “o pai da medicina”.

Dê-me o poder de produzir a febre e eu curarei todas as doenças
Quando elevamos a temperatura do corpo em 1 grau:
  • Aumentamos a imunidade em 40%
  • Aumentamos o metabolismo em 12%
  • Aumentamos a atividade enzimática em 50%

O FIR e suas propriedades terapêuticas tem sido usado na China e no Japão há muitos anos e começa a ter um uso mais popular no ocidente, por seus benefícios universalmente positivos:

  • Circulação
  • Rejuvenescimento
  • Eliminação de Toxinas
  • Limpeza da Pele
  • Tratamento do Câncer

O corpo humano emite e absorve infravermelho. O comprimento de onda que emitimos fica entre 6 e 50 micra com o pico em 9.35 micra.

Uma onda curta de infravermelho varia de 0,70 – 1,4µm (micrômetro*), uma onda média entre 1,4 – 3µm e uma onda de infravermelho longa varia de 3 – 1.000µm (fonte: CIE Commission International de l’Eclairage (Comissão Internacional de Iluminação)).

Tipos de Raios* Micrômetro (antigo: Mícron): Uma unidade de medida SI (Sistema Internacional de Unidades), o comprimento de um milionésimo de um metro. 1,0000×10−6m = 1,00000 μm.

Quando se utilizam aplicações de raios infravermelhos longos em forma de hipertermia, observa-se uma melhoria na desintoxicação do corpo e a eliminação de dióxido de carbono. Essa terapia estimula o sistema linfático, que determina a quantidade de suor do corpo, ou seja, a proporção em que as toxinas são expulsas do organismo.

Os raios infravermelhos longos penetram até 15 cm no corpo e beneficiam não só os músculos na superfície do corpo, mas todas as células, incluindo vasos sanguíneos, glândulas linfáticas e nervos nas partes mais profundas do nosso corpo.

A hipertermia com raios infravermelhos longos ajuda a fortalecer o sistema imunológico auxiliando no processo de eliminação de resíduos que podem interferir no combate a doenças.

Ao penetrarem nos tecidos mais profundos do corpo, os raios infravermelhos estimulam a cicatrização e a regeneração de nervos e camadas de tecidos musculares e ajudam a aliviar dores no ombro, na coluna e a fadiga em todos os músculos do corpo.

O efeito térmico profundo auxilia na dilatação dos vasos e capilares sanguíneos, promovendo melhor circulação do sangue e uma melhoria geral do metabolismo e a atividade enzimática.

Esses raios longos são as ondas mais benéficas do espectro solar para manter a nossa vida com saúde e equilíbrio.

Íons Negativos ‎

São partículas carregadas eletricamente com predominância de elétrons, que podem ser encontradas abundantemente no ar puro das montanhas, em proximidades de cachoeiras, florestas tropicais, oceanos ou no ar imediatamente após uma chuva ou tempestade. Elas produzem um efeito tranquilizador no nosso sistema nervoso, melhorando a respiração, a qualidade do sono, o poder de concentração e meditação, eliminando fungos e bactérias, auxiliando na regularização, harmonização e funcionamento do organismo como um todo. Os íons negativos estimulam a mitocôndria, otimizando a utilização de oxigênio por todas as células e tecidos.

A Turmalina Negra, presente em uma das dezessete camadas da esteira Biomat é responsável por transformar Íons Positivos em Negativos (que são os íons benéficos para nossa saúde). Essa pedra emite uma descarga elétrica microscópica que, quando se mistura com o oxigênio do ar, dá origem aos íons negativos pelas moléculas que colidem e se separam.

Existem muitos estudos realizados por pesquisadores que provam e concordam que o equilíbrio da nossa saúde está relacionado à quantidade e a qualidade dos íons negativos presentes em nosso ambiente. Eles são partículas importantes que fornecem energia para todo o corpo humano, estimulam força e energia, bem como o alívio de dor.

Através de pesquisa realizada pelo Dr. Tanaka no Japão, descobriu-se que, quando recebemos ionização negativa no nosso organismo, aumentamos, no sangue, a produção de íons de cálcio e natrium (sal).  Como consequência, o nosso sangue se torna mais alcalino.

Quando a quantidade de íons negativos no sangue aumenta, a função celular é ativada. A troca de material elétrico acelera a função da célula e, como resultado, a nutrição é totalmente absorvida pela célula e as toxinas são eliminadas. O metabolismo é aumentado e a função da célula é gradualmente restaurada.

Ao mesmo tempo, a gama globulina no sangue aumenta, resultando em sangue rico em proteínas e anticorpos.

O Dr. Tanaka também descobriu que os íons negativos controlam o equilíbrio do sistema nervoso entre a insulina e as funções renais. Isso proporciona uma elevada resistência às doenças.

Os cientistas Erwin Neher e Bert Sakmann da Alemanha receberam o Prêmio Nobel de Fisiologia e Medicina em 1991 pelas suas descobertas a respeito da função dos Canais de Íons nas células.

Estes cientistas descobriram que os íons negativos abrem os canais de comunicação entre as células permitindo que as toxinas sejam eliminadas e os nutrientes absorvidos de maneira adequada.

As contribuições de Neher e Sakmann tiveram um profundo significado no campo de biologia celular, possibilitando a compreensão dos diferentes mecanismos de doenças e possibilitando o desenvolvimento de novos tratamentos, medicamentos e drogas farmacêuticas.

A equipe técnica que projetou o painel de controle computadorizado da Biomat baseou-se nos resultados das pesquisas desses dois cientistas alemães.

Outro médico, especialista no cérebro, Pierce J. Howard, PhD, autor do livro “The Owners Manual for the Brain: Everyday Applications from Mind Brain Research” e diretor de pesquisa do Centro de Ciências Cognitivas Aplicadas em Charlotte, NC diz que

íons negativos aumentam o fluxo de oxigênio para o cérebro, resultando em maior agilidade, diminuição da sonolência e mais energia mental.

Relatórios adicionais na Alemanha declaram que o Dr. SHERES e o Dr. KOKYO YANG MYUNG constataram que a falta de íons negativos podem originar problemas mentais, tais como neuroses e perda de memória.

Embora saibamos que os íons negativos são efetivamente saudáveis para nossa saúde, o problema é que uma boa parcela da humanidade não pode viver próxima de florestas, campos, montanhas ou perto dos oceanos, onde os íons negativos estão disponíveis em abundância. Além disso, ao absorvermos os íons do ar, infelizmente a eficiência é muito baixa. A taxa de absorção é de apenas de 15 a 20%.

Portanto, ao utilizar-se de um tratamento com íons negativos, a absorção será muito mais eficaz, com resultados surpreendentes, tanto para os distúrbios do sono como para aqueles que experimentam a perda de apetite, falta de resistência e baixo nível de energia.

Cristais de Ametista

Presentes em todos os canais ao longo da superfície da esteira Biomat®, estes cristais são poderosos condutores de íons negativos e raios infravermelhos ao corpo quando ele entra em contato com a esteira em funcionamento.  A ametista é uma pedra semipreciosa, cujo nome deriva da palavra grega “Amethystos” que significa “não intoxicado”, referência aos seus poderes destoxificantes.

É considerada um calmante natural que promove alinhamento dos chacras através do relaxamento do corpo, bem como do sistema nervoso. A Medicina Ayuvérdica a reconhece e prescreve como tal há centenas de anos, por ser este alinhamento o responsável direto pelo melhor funcionamento do fígado, rins e intestinos.  

Conhecida pelo seu poder de desintoxicar o corpo de elementos nocivos, a ametista produz uma frequência curativa de 32.876 KHz que melhora a atividade vital celular.

Há muitas ocasiões em que a ametista é utilizada como remédio ou como um elixir, que pode ser usado para tratar dores de dente, desconfortos esqueléticos, postura e outros ossos e doenças articulares (tais como artrite).

Na Biomat® ela é usada pelo seu poder de condução de raios infravermelhos longos e íons negativos.

A Biomat® Profissional possui 6,5 kilos deste benéfico e valioso cristal e a Minimat 2,5 kilos.

RECEBA NOSSAS NOVIDADES

BIOMAT NA PRÁTICA

VEJA QUEM JÁ EXPERIMENTOU E RECOMENDA

VER TODOS