Made Design

BLOG

Raios Infravermelhos Longos

Os raios infravermelhos longos fazem parte do espectro de luz eletromagnética e estão próximos da frequência de luz da luz solar natural. No entanto, o infravermelho longo não contém qualquer radiação UV / UVB nociva da luz solar. As propriedades benéficas da luz infravermelha longa receberam atenção especial da comunidade científica nos últimos anos, embora a primeira pesquisa realizada nesta parte do espectro de luz tenha sido realizada pela NASA a décadas atrás. Hoje, profissionais de saúde de uma ampla gama de disciplinas concordam sobre as propriedades benéficas da tecnologia de infravermelho longo.

Os raios infravermelhos longos são ondas de energia solar, invisíveis à olho nu, que penetram profundamente nas camadas da pele, chegando à nervos, músculos e células em forma de calor, propiciando relaxamento e o efeito biológico de Regeneração Celular. Quando penetram nas camadas de tecidos do corpo, incrementam a circulação sanguínea, levando mais sangue e calor para as extremidades.  Estes efeitos térmicos produzem a sudorese que auxilia na eliminação dos resíduos metabólicos e das toxinas corporais, propiciando relaxamento e bem estar.

A história de se utilizar a elevação da temperatura do corpo com propósitos terapêuticos foi introduzida há 2400 anos por Hipócrates, considerado “o pai da medicina”.

 

Hipócrates, 240 AC

 “Dê-me o poder de produzir a febre e eu curarei todas as doenças.”

Quando elevamos a temperatura do corpo em 1 grau:

  • aumentamos a imunidade em 40%
  • aumentamos o metabolismo em 12%
  • aumentamos a atividade enzimática em 50%

O FIR e suas propriedades terapêuticas tem sido usado na China e no Japão há muitos anos e começa a ter um uso mais popular no ocidente, por seus benefícios universalmente positivos:

  • circulação
  • rejuvenescimento
  • eliminação de toxinas
  • limpeza da pele
  • tratamento do câncer

O corpo humano emite e absorve infravermelho. O comprimento de onda que emitimos fica entre 6 e 50 micra com o pico em 9.35 micra.

Uma onda curta de infravermelho varia de 0,70 – 1,4µm (micrômetro*), uma onda média entre 1,4 – 3µm e uma onda de infravermelho longa varia de 3 – 1.000µm (fonte: CIE Commission International de l’Eclairage (Comissão Internacional de Iluminação)).

* Micrômetro (antigo: Mícron): Uma unidade de medida SI (Sistema Internacional de Unidades), o comprimento de um milionésimo de um metro. 1,0000×10−6m = 1,00000 μm.

Quando se utilizam aplicações de raios infravermelhos longos em forma de hipertermia, observa-se uma melhoria na desintoxicação do corpo e a eliminação de dióxido de carbono. Essa terapia estimula o sistema linfático, que determina a quantidade de suor do corpo, ou seja, a proporção em que as toxinas são expulsas do organismo.

Os raios infravermelhos longos penetram até 15 cm no corpo e beneficiam não só os músculos na superfície do corpo, mas todas as células, incluindo vasos sanguíneos, glândulas linfáticas e nervos nas partes mais profundas do nosso corpo.

A hipertermia com raios infravermelhos longos ajuda a fortalecer o sistema imunológico auxiliando no processo de eliminação de resíduos que podem interferir no combate a doenças.

Ao penetrarem nos tecidos mais profundos do corpo, os raios infravermelhos estimulam a cicatrização e a regeneração de nervos e camadas de tecidos musculares e ajudam a aliviar dores no ombro, na coluna e a fadiga em todos os músculos do corpo.

O efeito térmico profundo auxilia na dilatação dos vasos e capilares sanguíneos, promovendo melhor circulação do sangue e uma melhoria geral do metabolismo e a atividade enzimática.

Esses raios longos são as ondas mais benéficas do espectro solar para manter a nossa vida com saúde e equilíbrio.

 

RECEBA NOSSAS NOVIDADES

VOLTAR

COMENTÁRIOS

Os comentários contidos aqui são de opnião dos usuários e não reflete a visão da Biomat.